Conscientização - 03/04/2018, 12:36

Saúde: Município realiza atividade de Conscientização do Autismo

A data serve para ajudar a conscientizar a população mundial sobre o Autismo, um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.


Filipe Germano Midi img 5237

A Secretaria Municipal de Saúde de São Miguel do Tapuio, no Piauí, realizou na manhã desta terça-feira, 03, atividade voltada ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, que é comemorado no dia 02/4.

O evento que deu início às 08h foi sediado no Auditório do Programa Bolsa Família e contou com a participação de dezenas de pessoas, além de profissionais da saúde, educação e colaboração da equipe do NASF.

A data serve para ajudar a conscientizar a população mundial sobre o Autismo, um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.

Em São Miguel do Tapuio a data foi trabalhada pelas equipes de Saúde da Família com o objetivo de ajudar a conscientizar e informar as pessoas sobre o que é o Autismo e como lidar com a doença.

Durante o evento o psicólogo Carlos Mota destacou sobre Diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista. Já o artista plástico e psicopedagogo Franscineto Saraiva mostrou o modo de como uma pessoa autista ver as coisas, destacando as características das pessoas que possuem a doença.

O que é o Autismo?

O Autismo pertence a um grupo de doenças do desenvolvimento cerebral, conhecido por "Transtornos de Espectro Autista" - TEA. Os sintomas do autismo são: fobias, agressividade, dificuldades de aprendizagem, dificuldades de relacionamento, por exemplo. No entanto, vale ressaltar que o autismo é único para cada pessoa. Existem vários níveis diferentes de autismo, até mesmo pessoas que apresentam o transtorno, mas sem nenhum tipo de atraso mental.

A assistente social Francisca Castelo Branco encerrou a atividade falando sobra a lei 12.764/2012 (Lei Berenice Piana), que aplica-se às pessoas com transtorno do espectro autista os direitos e obrigações previstos na Convenção Internacional sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, promulgados pelo Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009, e na legislação pertinente às pessoas com deficiência. Francisca ainda abordou sobre os direitos da pessoa autista e a inclusão, que visa oferecer oportunidades iguais para que cada pessoa seja autônoma e autodeterminada.


Fonte: Redação
Comentários