Eleições - 19/09/2018, 08:51

Oposição vai intensificar campanha na reta final após pesquisa Opinar

Os candidatos de oposição prometeram intensificar a campanha na reta final após a divulgação nesta terça-feira (18) de mais uma rodada da Pesquisa Opinar.


Divulgação Midi 50b6a9e4e48924588b315a0509de13f1

Os candidatos de oposição prometeram intensificar a campanha na reta final após a divulgação nesta terça-feira (18) de mais uma rodada da Pesquisa Opinar. O levantamento mostra Wellington Dias (PT) em primeiro com 39,93% das intenções de voto, seguido de Dr. Pessoa (Solidariedade) com 18,02% e Luciano Nunes (PSDB), com 11,74%. O candidato do PSL, Fábio Sérvio, pontuou em 1,11%. Veja a pesquisa completa

Elmano Férrer contesta a pesquisa Opinar e diz que tem desempenho melhor em levantamento interno. Ele informou que vai intensificar a agenda em Teresina na reta final. “O resultado principal que temos é a receptividade e a declaração de apoio durante nossas caminhadas, carreatas, visitas. Seguiremos ouvindo as demandas da população e apresentando nossas propostas durante nossa agenda, que será intensificada principalmente em Teresina. O nosso objetivo não muda: propor um Piauí diferente. Uma gestão com responsabilidade e participativa, sem projeto de poder pessoal”, disse ao Cidadeverde.com.

O tucano Luciano Nunes também promete movimentar mais a agenda nos 20 dias finais antes do pleito. “Fiquei feliz e grato pelo crescimento contínuo e consistente. Vamos intensificar ainda mais a agenda na capital e interior”, declarou.

Para o governador, a intensificação na campanha eleitoral tem refletido no seu desempenho nas pesquisas. "Apresenta uma tendência de crescimento, assim como outras também. E é isso que estou vendo por todo lugar que estou andando. De um lado uma força, uma emoção, um sentimento, acho que agora com o programa de televisão, com mais visitas, as caminhadas, os comícios, à presença dos candidatos estaduais, federais e dos líderes sociais, eu acho que faz as pessoas entenderem a importância desse projeto do Piauí de completar um ciclo  do estado desenvolvido, acho que é isso que é verificado. ", disse ao participar de uma caminhada no bairro Promorar.

Wellington declarou ainda que a campanha não é fácil e o que o trabalho permanece. "Estive agora na região de Parnaíba, de José de Freitas, União, Miguel Alves, Lagoa Alegre e vi um sentimento muito forte de emoção. Em Teresina agora na região do Promorar também vejo isso, então isso tudo me traz muita responsabilidade e se Deus quiser, com muita humildade e trabalho vamos continuar, não tem nada de campanha fácil. A campanha é ralar e ralar muito. E por outro lado, quero, claro, retribuir esse carinho, amor mesmo, as orações e o trabalho das pessoas que no dia a dia estão na minha campanha é a forma de compensar tudo isso é com muito trabalhado, com isso podem contar”, afirmou.

Fábio Servio disse que ainda é muito cedo para se apontar um vencedor e que o resultado final só no dia da eleição. “Eu acho que é um momento muito cedo ainda. As pesquisas têm demonstrado na espontânea, um número muito grande de indecisos, e cada pesquisa é uma fotografia do momento. Acho que tem muito ainda o que acontecer, de eleição. Eu andei pelo interior e percebi o sentimento da população e está um pouco diferente do retrato da pesquisa. Eu conheço bem pesquisa eleitoral, conheço como funciona, conheço estatística e acho que ainda tem muito o que se alterar. Não dá para comemorar nada nem ninguém. O resultado final é no dia 7 e na apuração”, declarou.

A pesquisa entrevistou 1.082 eleitores entre os dias 13 a 16 de setembro em 59 municípios piauienses. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número PI-02809/2018 (cargos governador, senador, deputado estadual e federal) e BR-06496/2018 (cargo presidente).

Entre os entrevistados, 13.03% disseram não saber em quem votar e 12,75% afirmaram que votariam em nenhum candidato, nulo ou branco. A margem de erro é de 2,97% para mais ou para menos. Nível da confiança é de 95%.


Fonte: Cidade Verde
Comentários