Afastamento - 18/08/2017, 09:04

Câmara aprova licença médica de Lincoln Matos e vice-prefeito assume cargo em SMT

Em oficio encaminhado à Câmara, Lincoln Matos destacou que a licença tem início a partir desta última quinta-feira, dia 17.


Filipe Germano Midi img 4216

A Câmara Municipal de Vereadores de São Miguel do Tapuio, no Piauí, sob a presidência do vereador Djaci Nogueira – PTB, aprovou em sessão extraordinária realizada na noite de ontem, 17, por unanimidade, licença médica do prefeito Lincoln Matos pelo período de 45 dias.

Em oficio encaminhado à Câmara, Lincoln Matos destacou que a licença tem início a partir desta última quinta-feira, dia 17. O gestor municipal comunicou também que poderá voltar aos trabalhos antes do prazo estipulado e solicitou ainda ao legislativo, permissão para eventual viagem para o exterior.

Com o pedido aprovado assume o cargo majoritário do executivo municipal, interinamente, o vice-prefeito, Miguel José Vieira Neto, também do PTB. À imprensa, Miguel Vieira destacou que dará continuidade ao trabalho que vem sendo desempenhado pelo atual gestor, dando continuidade ao seu modelo de gestão, com pagamento em dias de funcionários e fornecedores, bem como manterá o ritmo acelerado das obras que estão em andamento no município.

Ao utilizar a tribuna durante a sessão a vereadora Neide Alves, do PTB, se colocou favorável a solicitação do prefeito Lincoln Matos, ao tempo que o desejou que o mesmo acompanhado de sua esposa, a primeira dama do município, retorne ainda mais revigorado e com boas propostas para o município.

Clodomar Mineiro, também do PTB, ao discursar lembrou do trabalho cansativo que exerce um gestor municipal, mas acredita que após essa licença, o mesmo irá retornar renovado.

Paiva Junior, do PDT, questionou a forma como o pedido foi feito, dizendo que há um contraditório no pedido da licença, ao mesmo tempo em que o gestor informa que poderá voltar aos trabalhos antes do prazo, pedi permissão para eventual viagem para o exterior. Mesmo sendo contra a forma especifica do pedido, o vereador disse que seria favorável à aprovação e que autorizaria até mais tempo.

Vereador Julieta, do PSB, fez questionamentos quanto a forma como o pedido de licença do prefeito Lincoln Matos foi feito pelo ao Legislativo municipal, mas afirmou que seria um direito não só do gesto do munícipio, mas também dos vereadores que tem assento na casa legislativa.

A vereadora Antônia Ribeiro, do PSC, a “Toinha Secretária, pontuou que o atestado médico só pode ser contestado por uma junta médica. “Nos vereadores não podemos fazer nenhuma contestação e a Lei Orgânica do munícipio garante que o prefeito pode se licenciar por motivo de doença e o que comprova é o atestado médico”, esclareceu a vereadora. Com relação à viagem, a Vereadora disse que o gestor municipal pode também fazer o tratamento no exterior.

Após os discursos dos vereadores o pedido de afastamento por Licença Médica foi aprovado por unanimidade pela casa legislativa.

Em sua página social, Facebook, Lincoln Matos publicou um texto onde destaca que “Nosso corpo é uma máquina, que, como qualquer outra, requer manutenção. A manutenção se faz para prevenir e/ou corrigir eventuais danos”. Confira a publicação na integra:  

 

MANUTENÇÃO

Nosso corpo é uma máquina, que, como qualquer outra, requer manutenção. A manutenção se faz para prevenir e/ou corrigir eventuais danos.

Tranquilizo meus amigos. Muitos já me telefonaram ou mandaram mensagem, preocupados com a notícia de meu afastamento temporário da prefeitura, mercê de licença médica.

Há não sei quanto tempo, talvez sete anos, no mínimo, não tiro férias. Estando em SMT não me falta que fazer e, viajando, o fazer geralmente é mais intenso e estressante, por "depender dos outros"!

A licença me permite, pela confiança na equipe e no vice-prefeito assunto interinamente, ter certeza de, se alguma mudança ocorrer, será para melhor.

Maria do Carmo e eu poderemos, com a graça de DEUS, conviver alguns dias mais de perto com a família genética, trocando e renovando energias, para um retorno proveitoso.

Um ABRAÇÃO e até à volta!

 


Fonte: Redação
Comentários