Assalto - 21/02/2019, 16:43

Suspeitos de assalto a banco tentaram explodir quartel da PM

"Eles jogaram uma emulsão no GPM só que não explodiu, provavelmente, porque o explosivo estava úmido, pois era guardado no mato. Mas a intenção deles era explodir o quartel", disse o comandante.


Cidade Verde Midi c201ce586e21d33f1f08dea958e4a877

Sobre a tentativa de roubo à agência do banco Bradesco em Castelo do Piauí, a 190 km de Teresina, o coordenador do Greco, Tales Gomes, acrescentou nesta quinta-feira (21) que moradores da cidade também estão entre os presos. Eles seriam responsáveis pelo apoio na ação criminosa. O bando também atacou o GPM de Castelo na madrugada desta terça-feira (19).

O coronel Sousa Filho, responsável pelo comando de policiamento especializado, disse que a intenção do grupo era explodir também o quartel da PM.

"Eles jogaram uma emulsão no GPM só que não explodiu, provavelmente, porque o explosivo estava úmido, pois era guardado no mato. Mas a intenção deles era explodir o quartel", disse o comandante.

Parte do grupo criminoso foi preso em uma casa na zona Leste da cidade. A morte do suspeito que entrou em confronto com os policiais também ocorreu eu Teresina. Ele ainda não teve a identidade confirmada, mas seria do estado da Bahia. 

"Abordamos quatro sujeitos na zona Leste, sendo três do Maranhão e um da Bahia. Todos com histórico de roubo a banco. Eles estavam em uma casa e receberam os policiais a tiros. Três deles ainda quebraram os aparelhos celulares que foram apreendidos. Lá também achamos fuzil, munições, roupas molhadas ", reitera o coordenador do Greco. 

O delegado esclarece que a ação criminosa contra o banco se caracteriza como roubo. Apesar dos criminosos não terem conseguido roubar dinheiro da agência, eles subtraíram um colete e um revólver do segurança do Bradesco. 


Fonte: Cidade Verde
Comentários