Ação Policial - 21/06/2017, 08:49

PF deflagra operação 'Pastor" e prende ex-prefeito e empresários em três cidades

Operação denominada de "Pastor" já prendeu o ex-prefeito de Dom Inocêncio, Inocêncio Leal Parente e o empresário Décio de Castro Macedo, da construtora Jenipapo. 


Cidade Verde Midi aceeec5c0e5bd142a730c69d35622a2a

A Polícia Federal do Piauí deflagrou na manhã desta quarta-feira (21) uma operação de combate a corrupção no Piauí e a prática de desvio de recursos públicos, envolvendo ex-gestores e empresários.  Cerca de 70 policiais participam da ação.

Operação denominada de "Pastor" já prendeu o ex-prefeito de Dom Inocêncio, Inocêncio Leal Parente e o empresário Décio de Castro Macedo, da construtora Jenipapo. 

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão nos municípios de São Raimundo Nonato, Dom Inocêncio e na capital, Teresina.

A Operação aqui no Piauí conta com o apoio da Polícia Federal do Ceará e do Maranhão. 

Ainda não há informações sobre a quantidade de mandados de prisões e busca e apreensões. 

Veja nota da PF

A Polícia Federal no Estado do Piauí comunica que na manhã de hoje(21/06) foi deflagrada a Operação PASTOR para fazer cessar ação de grupo criminoso atuante nos municípios de São Raimundo Nonato, Dom Inocêncio e Teresina. Os trabalhos estão sendo realizados conjuntamente com a Controladoria Geral da União (CGU).

O grupo criminoso é investigado pela prática de desvio-peculato, fraudes licitatórias, corrupção ativa, e corrupção passiva. Foram desviados recursos do Ministério da Educação, Codevasf e Funasa. O prejuízo apurado até o momento ultrapassa o montante de R$ 5 milhões.

Estão sendo cumpridos mandados de prisão, de conduções coercitivas, e de buscas e apreensão, expedidos pelo Meritíssimo Juiz Titular da Subseção Judiciária Federal em São Raimundo Nonato-PI, para execução nos municípios de Teresina, São Raimundo Nonato, Dom Inocêncio, e no Distrito Federal.

Maiores informações serão dadas em entrevista coletiva marcada para as 10:30 horas na sede da Polícia Federal em Teresina-PI.


Fonte: Cidade Verde
Comentários