Ação - 14/06/2021, 08:38

Dedé e Lincoln Matos serão julgados dia 15 de julho em ação de improbidade administrativa

Segundo o Ministério Público Federal, durante o mandato do ex-prefeito Francisco de Assis Sousa, no período de 2009 a 2012, foi constatado o desvio de medicamentos e materiais hospitalares da Secretaria Municipal de Saúde para a Clínica particular Policlínica Santa Maria Ltda.


Divulgação Midi photogrid 1623670949143 Ex-prefeitos de SMT Dedé e Lincoln Matos

A Justiça Federal designou para o dia 15 de julho deste ano, a audiência de instrução e julgamento da ação civil de improbidade administrativa em que são réus os ex-prefeitos de São Miguel do Tapuio, Lincoln Matos e Francisco de Assis Sousa, o ex-secretário Rauristenio Rodrigues Cavalcanti e a empresa Policlínica Santa Maria.

Segundo o Ministério Público Federal, durante o mandato do ex-prefeito Francisco de Assis Sousa, no período de 2009 a 2012, foi constatado o desvio de medicamentos e materiais hospitalares da Secretaria Municipal de Saúde para a Clínica particular Policlínica Santa Maria Ltda.

A denúncia relata que Francisco de Assis Sousa realizava compras na empresa Up Med do Brasil, sendo que após tais aquisições, ocorria o desvio para a clínica pertencente ao ex-prefeito Lincoln Matos.

Narra que o ex-secretário Rauristenio Rodrigues Cavalcanti não só tinha conhecimento do esquema, como auxiliava nos desvios fazendo papel de intermediário nas movimentações.

A ação pede a condenação dos requeridos nas sanções previstas no art.12, da Lei de Improbidade.

Administrativa, que prevê o ressarcimento do dano causado ao erário, suspensão dos direitos políticos, multa civil, perda da função pública e a proibição de contratar com o poder público.

O feito corre na 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí.


Fonte: GP1
Comentários