Emergência - 18/04/2018, 10:56

Ministro da Integração vai decretar situação de emergência no Piauí

O ministro também anunciou que irá encaminhar kits de emergência até o final dessa semana para atender as vítimas das enchentes.


Divulgação Midi encontro realizado entre o ministro antonio de padua wellin

O ministro da Integração, Antônio de Pádua de Deus Andrade, se reuniu nessa terça-feira (17) com o governador Wellington Dias (PT) e o senador Ciro Nogueira (Progressistas), em Brasília para tratar sobre a situação dos municípios piauienses devido às fortes chuvas no estado. O ministro irá decretar situação de emergência no Piauí após um pedido que foi protocolado hoje pelo governador.

O ministro também anunciou que irá encaminhar kits de emergência até o final dessa semana para atender as vítimas das enchentes. Outro ponto discutido no encontro são as providências que devem ser tomadas para a recuperação da ponte que liga os municípios de Batalha e Esperantina, na BR 222, que está intrafegável, impossibilitando a passagem dos moradores da região.

Segundo o governador, o ministro está atuando de forma a ajudar os municípios afetados. “O ministro é muito prático e cuidou de priorizar o atendimento humanitário e já tecnicamente tratar sobre as ações necessárias", destacou o governador que afirmou que são necessárias ações emergenciais para atenderem “barragens como a do Bezerro em José de Freitas, Barragem do Emparedado em Campo Maior, Barragem de Pedra Redonda em Conceição do Canindé e Pedro Portela em São Raimundo Nonato. Diques em Campo Maior e Uruçuí, Parnaíba, assim como a necessidade de cuidar sobre os danos e habitações, estradas municipais e estaduais serão tratadas como emergência. Assim como fazer o atendimento humanitário das pessoas afetadas com as fortes chuvas e as cheias dos rios”.

Já o senador Ciro Nogueira destacou que “é hora de somar esforços e ajudar quem mais precisa. As enchentes têm desabrigado várias famílias no nosso estado e precisamos agir rapidamente para garantir que o Piauí não sofra ainda mais”. Ele destacou que recebeu do secretário a garantia de ajuda federal para a conclusão das obras em barragens do estado e que buscará intermediar junto ao ministério das Cidades e à Caixa Econômica a construção de novas casas para as famílias tiveram suas residências destruídas.

Também participaram da reunião o coordenador estadual do DNOCS, Djalma Policarpo, o secretário estadual da Defesa Civil, Raimundo Coelho, o diretor de Defesa Civil, Vitorino Tavares, os deputados estaduais Hélio Isaías e Fernando Monteiro, o diretor geral do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Geraldo Magela, e o analista de infraestrutura do CENAD (Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres) Gunter Assis.


Fonte: GP1
Comentários