Seca - 15/08/2017, 09:54

Poder Público perdeu R$ 132,1 milhões com a seca nos municípios

O indicativo inclui apenas os prejuízos do Poder Público, seja municipal, estadual ou federal, excetuando os valores perdidos pela iniciativa privada.


Divulgação Midi secagustavoalmeida2

Levantamento de informações feito junto a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostra que no Piauí, cinquenta cidades perderam cerca de R$ 132,1 milhões com a seca. O indicativo inclui apenas os prejuízos do Poder Público, seja municipal, estadual ou federal, excetuando os valores perdidos pela iniciativa privada. A pesquisa considera os dados consolidados no ano passado.

Diante desse cenário de dificuldades, o município que mais acumulou prejuízos públicos foi Francisco Macedo, com R$ 62,1 milhões. Algumas cidades não apresentaram a estimativa dos valores perdidos com a estiagem. Desse modo, também se indicou para um alto volume de prejuízos públicos em Simões (R$ 15,547 milhões) e Curral Novo do Piauí (R$ 6,750 milhões).

No ano passado, foram 212 reconhecimentos de emergência no Estado por conta da seca, segundo série histórica do Ministério da Integração Nacional. Os prejuízos públicos em 2017 ainda não começaram a ser catalogados pela Confederação. No entanto, o problema da estiagem persiste no Piauí, haja vista que mais de 100 decretos apontando para situação anormal foram publicados pelo Governo do Estado ou União ao longo deste ano.

O cruzamento de dados considerou as perdas nos municípios de São José do Divino, Miguel Alves, Boqueirão do Piauí, Pedro II, Campo Largo do Piauí, Coivaras, Beneditinos, Castelo do Piauí, São Miguel do Tapuio, Assunção do Piauí, Santa Cruz dos Milagres, Pimenteiras, Valença, Francinopólis, Angical, Regeneração, Inhuma, São João da Canabrava, São José do Piauí, Francisco Santos, Monsenhor Hipólito, Alagoinha, Pio IX, Bocaina, Santana do Piauí, Ipiranga, Oeiras, Santa Rosa do Piauí, São Francisco do Piauí, Fronteiras, São Julião, Sussuapara, Dom Expedito Lopes, Colônia do Piauí, Caldeirão Grande, Simões, Curral Novo, Geminiano, Caridade, Massapê do Piauí, Simplício Mendes, Alegrete, Francisco Macedo, Itaueira, Dom Inocêncio, São Raimundo Nonato, São Braz do Piauí, Corrente e Parnaguá.


Fonte: Jornal Meio Norte
Comentários