Cursos - 30/11/2017, 12:09

Setre ministra cursos de qualificação profissional em São Miguel do Tapuio

Os cursos fazem parte do Projeto Setre nos Municípios e tem como objetivo qualificar trabalhadores de comunidades carentes para investirem em uma melhor carreira profissional, através de cursos profissionalizantes.


Divulgação Midi b35bea324cb30796fe99e2c2c95681d1

Deu inicio na última segunda 27, em São Miguel do Tapuio, os cursos de Embelezamento e Corte e Costura do Programa Setre Nos Municípios da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre). Quase 100 alunos matriculados compareceram às aulas teóricas ministradas na unidade móvel itinerante do programa. As aulas práticas serão ministradas logo após a aplicação do conteúdo teórico.

Os cursos fazem parte do Projeto Setre nos Municípios e tem como objetivo qualificar trabalhadores de comunidades carentes para investirem em uma melhor carreira profissional, através de cursos profissionalizantes. O projeto é realizado de forma itinerante com quatro caminhões que circulam todo o Piauí e contam com uma tecnologia de ponta e a estrutura necessária para a realização das atividades práticas e teóricas.

Para o secretario da Setre, Gessivaldo Isaías, a Qualificação Profissional é o caminho de uma carreira de sucesso para os jovens. “Acreditamos que a qualificação profissional é a chave para uma carreira de sucesso e para vida mais digna dos trabalhadores, por esse motivo criamos o Programa Setre nos Municípios que vai até a essas pessoas levando cursos profissionalizantes que podem modificar a vida delas”, declarou o secretário.

A Instrutora do curso de Embelezamento, Elane Gabriela, fala que a empolgação dos alunos é essencial para a realização do curso. "Os alunos estão empolgados com a realização do curso, quase 100 matriculas foram realizadas em ambos os cursos. Estamos com uma expectativa muito boa desta turma", destacou a Instrutora.

Ao final dos cursos, os participantes receberão os certificados que comprovam suas aptidões para ingressar no mercado de trabalho.


Fonte: Cidade Verde
Comentários